Estrias: o que é, como evitar e qual o tratamento?

Olá meninas!
Nossa, to super feliz com o andamento do 1º sorteio do meu cantinho.
Muito obrigada pela participanção de todas vcs e pelo apoio também, viu amores?

Bom, hoje vou falar um pouco sobre estrias.
Sei que é um tema chato pra muitas de nós mulheres. Mas, a verdade deve ser dita mesmo que doa. 
Sabemos o quanto elas nos incomodam né meninas?

È uma aqui, outras ali e quando vemos o problema já se alastrou.
Mas, calma meninas! Embora a estria não tenha cura, ela tem solução.
De vez em quando eu assisto o programa E ai doutor? que passa no Record.
E hoje ele falou sobre as temidas estrias. Explicou como elas surgem, quando deve ser tratada e qual o tratamento adequado. Então resolvi trazer pra vcs. Afinal quem sobre com isso ai levanta a mão. rsrs

QUANDO SURGEM?
As estrias surgem da ruptura das fibras de colágeno e elastina, responsáveis pela elasticidade, que estão localizadas na derme (camada profunda da pele) que ocorrem por sua distensão exagerada ou devido a alterações hormonais. É comum o surgimento durante a puberdade em decorrência do crescimento acelerado nesta fase da vida e também na obesidade e na gravidez. Atinge os dois sexos porém é mais freqüente no sexo feminino, infelizmente.
Surgem principalmente nas coxas, nádegas, abdomem (gravidez) e dorso do tronco (homens). Inicialmente as lesões são avermelhadas ou róseas evoluindo mais tarde para uma tonalidade esbranquiçada. 
O doutor falou meninas que é nesse momento que a estria deve ser tratada. Quando começa aparecer umas lesões avermelhadas, nesse caso existe cura viu?
Mas, quando ele já está no estágio esbranquiça não tem mais jeito de sumir. Através de tratamentos podemos contar apenas com a diminuição.

COMO EVITAR?
O surgimento das estrias depende de uma tendência pessoal. Algumas pessoas as desenvolvem mesmo com pouca distensão da pele e outras não desenvolvem estrias nem na gravidez, quando a distensão da pele é muito grande.
De qualquer forma, recomenda-se a hidratação intensa da pele com cremes e loções hidratantes para tentar evitá-las, principalmente em pessoas com histórico familiar de estrias. Deve-se beber pelo menos 8 copos grandes de água por dia (2 litros) e evitar engordar demais e rapidamente, eliminando doces e gorduras da dieta e praticando exercícios físicos regularmente.
Nas meninas, na fase da puberdade, estes cuidados são muito importantes, pois é nessa época que costumam surgir as estrias nas nádegas, coxas e mamas. Nos rapazes, a fase do "estirão" pode causar estrias horizontais no dorso do tronco. 

Outro ponto importante que foi tratado pelo doutor foi com relação as grávidas. Visto que o corpo fica mais propenso ao aparecimento de estrias devido ao aumento da barriga. È super importante que as futuras mamães passem óleo de amêndoas, pois ele previne as estrias. Fica a dica pra vcs mamães!

QUAIS OS TRATAMENTOS?
Ácidos: tratamento com ácidos, em especial o ácido retinóico que provoca a formação de tecido colágeno. O local da aplicação poderá ocorrer descamação e vermelhidão. Durante o tratamento deve-se evitar exposição ao sol. Este tratamento deve ser acompanhado por um dermatologista e a concentração do ácido indicado pelo mesmo. Ao término do tratamento as estrias melhoram consideravelmente.
Peelings: o tratamento com peeling tem o mesmo efeito que o ácido, porém de uma maneira mais eficaz e rápida de forma a obter melhores resultados. Evite expor-se ao sol durante o tratamento.
Subcisão: é um procedimento que se introduz uma agulha grossa intra pele e por baixo das estrias com movimentos de ida e volta, de maneira a formar tecido colágeno e preencher a região onde o tecido se encontrava danificado. Este tratamento ocasiona mancha roxa, mas com o tempo tende a clarear.
Dermoabrasão: muito parecido com as reações do peeling, é um processo de lixamento das estrias que acarreta vermelhidão, no entanto o beneficio deste procedimento é a regularidade e uniformidade da superfície da pele.
Intradermoterapia: é realizado na aplicação de uma injeção sob as estrias que formam o colágeno na área afetada através dos estímulos provocados por uma reação do organismo a este procedimento.
Laser: consiste no fechamento dos pequenos vasos nas estrias vermelhas originando o desenvolvimento do novo colágeno e com isto provocando a diminuição do tamanho das estrias atuais e anteriores também.
Carboxiterapia: é o tratamento mais atual não só para tratar estrias como também celulite e flacidez cutânea. O procedimento é realizado através de uma aplicação com dióxido de carbono sob a pele com agulhas bem fininhas, causando apenas uma impressão na área de infiltração, mas que some em pouco tempo.

Então é isso meninas!
O post ficou grande né? Mas, é pra ajudar vcs não ficarem desesperadas ta?
Espero que tenha ajudado a tira suas dúvidas.
Bjos amores!

Ah não esquece que ta rolando sorteio no blog viu?
Clique aqui e participe!



Fonte: 
Clínica da Pele (www.clinicadepele.com.br).
BRNoticias (http://brnoticias.com).


6 comentários:

  1. eii
    ameii seu blog!!!
    e já to seguindo ;)
    vou aproveitar pra deixar o meu blog aki tbm
    http://coiisinhasdaluh.blogspot.com/
    se puder dá uma passadinha lá e me segue tbm
    bjos.

    ResponderExcluir
  2. Oi flor! Amei seu bloguito! Lindo!
    Tô seguindo...
    Depois dah uma passadinha no meu
    e se gostar...
    Segue tbm!
    Bjinhos =**

    http://danymake-up.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. E ai doutor? que passa no SBT.

    OLÁ FLOR NÃO ESSE PROGRAMA É DA RECORD E NÃO DO SBT.
    VALEU A DICA
    BJSSS

    ResponderExcluir
  4. Adorei seu blog. Tb ja estou lhe seguindo.
    bjuuus

    ResponderExcluir
  5. Muito boas as dicas...Adoro esse blog!
    Bjos!

    ResponderExcluir

Oi queridas!
Vou adorar se vc deixar um comentário...
Bjos e obrigada pela visitinha!